Marca Maxmeio

Pioneira na Delegacia da Mulher, Margareth Gondim é homenageada com título de Cidadã do RN

A paraibana e delegada aposentada, Margareth Gondim, é a mais nova cidadã norte-riograndense. A ex-policial civil foi homenageada por proposição da deputada estadual Márcia Maia durante sessão solene emocionante, realizada nesta sexta-feira (08), no plenário da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

A socióloga e parlamentar rememorou a trajetória da ainda adolescente Margareth e das motivações que a levaram ao sonho de ser policial, coroado ao assumir o comando da primeira Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher no estado – terceira do país. Gondim permaneceu 14 anos à frente da unidade que possui pouco mais de 30 anos de criação.

Para Márcia, a delegada Margareth Gondim “fez história desde o primeiro momento”, não apenas por ter sido a pioneira ao comandar a DEAM, mas por ter lutado e inspirado o caminho de outras mulheres na luta e dedicação na defesa dos direitos da mulher e no combate à violência familiar e doméstica no estado. 

“Ela deixou uma marca na história da Polícia Civil do estado, um legado na luta pela igualdade de gênero. Aqui, realizou não apenas o sonho de defender a vida de outras mulheres, mas principalmente, confrontou em sua missão, a face mais brutal e violenta do machismo que mata diariamente no estado, no país e no mundo. Foi responsável por construir, junto a outras grandes mulheres no estado e no país à base de muita luta e dedicação, um caminho para muitas de nós, caminho que seguimos até hoje”, definiu Márcia.

Muito emocionada, Margareth agradeceu a homenagem e o reconhecimento ao seu trabalho e trajetória na Polícia Civil. “É sem dúvida uma honra, um presente receber esse título. Lutamos muito, pois além de ter sido a primeira delegada da história da DEAM no estado – a terceira do país –, foi um grande desafio lutar contra o preconceito contra uma delegacia não apenas para atender as mulheres, mas também formada por mulheres”, afirmou Gondim. 

Sobre a homenageada

Margareth de Brito Gondim é natural de Cruz do Espírito, interior paraibano. Formada em direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, ela foi a primeira a comandar a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher no estado, ainda na década de 80. Na unidade, ela permaneceu por 14 anos.

Atuou ainda na Delegacia Especializada de Furtos e Roubos (DEFUR), na Delegacia Especializada em Acidentes e Veículos (DEAV), passou por alguns distritos policiais e foi a primeira mulher a assumir Subcoordenadoria de Operações e Comunicações da Polícia, além de ter chefiado a diretoria da Policiamento da Grande Natal e o Gabinete da Polícia Civil. É autora do livro “Delegacia da Mulher e a força da prisão do desamor", publicado no final de 2016.

DEAMs

Atualmente, existem cinco unidades da DEAM no Rio Grande do Norte, sendo duas em Natal, além de Parnamirim, Caicó e Mossoró. As cinco unidades instauraram em 2016, 2.553 procedimentos investigativos, entre inquéritos policiais e termos circunstanciados de ocorrência. Investigações de crimes como estupro, violência sexual, assédio sexual e lesões corporais. 

Dos mais de 2.500 procedimentos instaurados, 2.394 foram concluídos, o que significa que os autores das violências foram devidamente identificados, os casos foram remetidos para as providências judiciais e resultaram na prisão de dezenas de suspeitos. 

“Temos dado continuidade à luta de Margareth ao cobrar o funcionamento das delegacias 24 horas por dia, sete dias por semana, além da ampliação de unidades e o atendimento multidisciplinar com psicólogos e assistentes sociais. Já alcançamos outras vitórias, como a exclusividade do atendimento nas DEAMs a crimes ligados à violência doméstica e familiar contra a mulher”, concluiu Márcia Maia.


/MarciaMaiaRN
/Marciamaia_#