Marca Maxmeio

Com mais de uma centena de projetos, deputada Márcia encerra ciclo na Assembleia Legislativa

“Hoje é um dia que parece ser de despedida, mas na verdade é apenas um até breve”, disse a deputada estadual Márcia Maia (PSDB), que fez um pronunciamento na tribuna da Assembleia na manhã desta quinta-feira (20). A Parlamentar está em seu quinto mandato, somando 20 anos como deputada estadual do Rio Grande do Norte.

“Foram 20 anos de luta incansável para oferecer oportunidades e tirar da invisibilidade norte-riograndenses deixados de lado pelo poder público, de defesa de segmentos da população que não conseguiam fazer suas vozes ecoarem no plenário desta Casa, 20 anos dedicados a fazer do Rio Grande do Norte um lugar que respeita seus cidadãos”, conta.

Márcia Maia lembrou seus pais, Wilma de Faria e Lavoisier Maia, como agentes políticos que contribuíram para o Estado e agradeceu pelas lições repassadas para ela. Mesmo enfrentando o preconceito de ser filha de políticos, jovem e mulher, Márcia conta que construiu a Política Estadual de Geração de Trabalho, Emprego e Renda.

“A partir desta iniciativa, foram implementados ou ampliados programas como Jovem Empreendedor, Primeira Chance, Jovem Aprendiz e Projovem”, disse a deputada, que teve seu mandato marcado pela luta em defesa das mulheres. “Fizemos história, desafiamos o machismo e reunimos incontáveis vezes as mulheres de nosso Estado para mostrar que não queremos nada além de o direito de escolher como queremos viver”, acrescenta.

Márcia Maia foi autora da lei que rege o programa Bolsa Atleta, beneficiando desportistas que antes tinham dificuldades em arcar com despesas de competições e treinamentos e da emenda à Constituição que tornou obrigatório o investimento gradativo e a ampliação das vagas em Escola de Tempo Integral no Ensino Fundamental do RN.

A deputada também criou o Parlamento jovem, a Lei de Defesa do Consumidor junto aos planos de saúde, o projeto de reservas de vagas dos 5% nas terceirizadas do Estado para mulheres, o Setembro Verde e a identidade descritiva para pessoa com deficiência. Ela foi responsável ainda pela criação da Frente da Juventude e a Frente dos Direitos da Criança e do Adolescente.

No período da Copa do Mundo 2014, foi responsável pelo projeto Copa Legal combatendo a exploração sexual de crianças e adolescentes. Em 2015 e 2017, foi presidente da Comissão da Constituição, Justiça e Redação na Assembleia. Por fim, Márcia Maia agradeceu aos seus familiares pela compreensão em momentos de ausência, à equipe do gabinete e servidores da Assembleia, além dos deputados que estiveram com ela nos mandatos exercidos.

Márcia Maia foi aparteada por vários deputados: Gustavo Carvalho (PSDB), Larissa Rosado (PSDB), Cristiane Dantas (PPL), Hermano Morais (MDB), Dison Lisboa (PSD), Gustavo Fernandes (MDB), George Soares (PR), Getúlio Rêgo (DEM), Raimundo Fernandes (PSDB), Tomba Farias (PSB), Vivaldo Costa (PSD) e Ricardo Motta (PSB), que falaram um pouco do trabalho que Márcia desempenhou na Assembleia contribuindo para o Rio Grande do Norte.

O presidente da Casa, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) afirmou que o sentimento de carinho, amizade, respeito e admiração predominam. “Admiração pela mulher, mãe, filha e a grande política, que Márcia essencialmente é. Não tenho dúvida de que essa despedida é temporária. Quem tem que agradecer somos nós, que tivemos a oportunidade de conviver com uma excelente deputada”.

/MarciaMaiaRN
/Marciamaia_#